Entendendo as mudanças das regulamentações do Ativo Imobilizado

Durante anos a receita federal determinava como se fazia a contabilidade, o que resultava em balanços com objetivos fiscais apenas, não servindo para a administração, era tida como obrigação acessória. Atualmente a nova contabilidade brasileira tem como objetivo auxiliar as empresas na gestão, registrando o que de fato acontece, seguindo o modelo europeu, mais princípios e menos regras

A nova contabilidade modifica a forma que apuramos os resultados da empresa, convergindo com a comunidade internacional

Princípios

Regras

São três importantes fatores que devem ser observados na gestão dos ativos:

Inventário

Os bens registrados na contabilidade devem existir fisicamente.

Avaliação

Os valores contabilizados devem estar de acordo com o mercado, garantindo recuperabilidade.

Utilização

Os bens devem depreciar de acordo com a expectativa de utilização dentro da empresa.

Órgãos Reguladores Contábeis

Conselho Federal de Contabilidade
Conselho Monetário Nacional
Comitê de Pronunciamentos Contábeis
Comissão de Valores Mobiliarios

Órgão Regulador Fiscal

Regulamentos Contábeis

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Alternar conteúdo

Alternar conteúdo

Regulamentos Contábeis

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Alternar conteúdo

Alternar conteúdo

Alternar conteúdo

Alternar conteúdo

Alternar conteúdo

Alternar conteúdo

Alternar conteúdo

Regulamentos Físcais

  • Compreensibilidade – Fácil entendimento
  • Relevância – Deve ser útil a tomada de decisão
  • Materialidade – A materialidade é definida pela sua importância, se sua omissão ou distorção comprometem a tomada de decisão; depende essencialmente de julgamento profissional
  • Confiabilidade – A informação deve estar correta
  • Prudência – Ter um certo grau de precaução com incertezas que envolvem alguns eventos como reservas e provisões; Integralidade – Confiável e sem omissões
  • Comparabilidade – Possibilidade de comparar o desempenho de empresa ao longo do tempo e de comparar os dados contábeis de diferentes entidades a fim de avaliar a sua posição patrimonial e financeira
  • Tempestividade – Fornecer a informação confiável em tempo para a execução da decisão, pois a demora na divulgação pode resultar na sua irrelevância ou inutilidade
  • Equilíbrio entre custo e benefício – Os custos de produção da informação não podem superar os benefícios para os usuários; depende essencialmente de julgamento profissional

Podemos destacar

Três grandes aspectos nas mudanças